CAFAYATE DE MOTO

CONHECENDO CAFAYATE

PRAÇA CENTRAL E CATEDRAL DE N.Sra do ROSÁRIO
Cafayate é um oásis no noroeste argentino onde vivem 5.000 pessoas e em seu redor, pelo menos 15 bodegas produzem os famosos "vinhos de altitude".
Pela grande variação de temperatura entre o dia e a noite, podendo chegar fácil a 20oC durante praticamente todo o ano, a qualidade das uvas, principalmente as Torrontés, permite que a região seja conhecida mundialmente pela alta qualidade do vinho que leva o nome da uva. As altas altitudes dos vinhedos, aliado ao solo ideal e ao manejo controlado pelo homem, garantem uma qualidade superior e intensa docilidade dos frutos, e por consequência, alto teor de açúcar o que possibilita obtenção de vinhos muito bons.
VINHEDOS DA BODEGA EL ESTECO - UVA TORRONTÉS
A cidade em si é muito charmosa, mas não tao atrativa como seus arredores.
Recomenda-se ficar pelo menos 3 dias para poder conhecer um pouco do que a região oferece.
Foi o que planejamos.
Já na chegada, um jantar na bodega Finca Las Nubes, considerada a bodega mais alta do mundo nos proporcionou uma vista fantástica a noite da cidade, e fomos brindados com uma lua cheia sobre nossas cabeças, cenário suficiente para que entrássemos no clima árido do deserto e de belezas sem igual.
No dia seguinte, sempre com uma confortável Van e Guia local, seguimos para conhecer um pouco do deserto, e visitamos vários pontos da Quebrada das Conchas, região desértica mas que no passado já foi mar. Por uma falha geológica, toda a água retida vazou para o oceano pacífico, restando verdadeiros monumentos de areia que foram sendo esculpidos ao longo dos séculos pelo vento e raras chuvas, e hoje, oferece paisagens de tirar o folego no imenso vale chamado Vale Calchaquí.
FORMACOES NA QUEBRADA LAS CONCHAS NO VALE CALCHAQUÍ

VISTA DO VALE CALCHAQUÍ ONDE A MILHOES DE ANOS FOI UM OCEANO

Almoço no requintado La Estancia Cafayate Wine & Golf, local que se reservado antecipadamente, pode ser visitado e apreciado o excelente restaurante localizado dentro do maior campo de golf da américa do sul.

LA ESTANCIA CAFAYATE WINE & GOLF
Nos hospedamos no Patios de Cafayate Wine Resort que oferece excelente estrutura interna, com piscinas, spa e todo conforto para recuperar as energias e curtir a vida sempre na companhia dos amigos e dos ótimos vinhos que pode ser da bodega do próprio hotel e uma das mais antigas da região (El Esteco).
VINHOS E UM OTIMO LOCAL PARA RELAXAR NO HOTEL

PATIOS DE CAFAYATE WINE RESORT 
No ultimo dia, tiramos para conhecer a principal bodega da cidade (El Esteco) que fica ao lado do hotel, e depois passear na cidade, visitar a catedral de Nossa Senhora do Rosário e gastar o tempo com coisinhas simples, como visitar o ateliê de Jorge Barraco,  um dos mais renomados famosos escultores em prata do pais e provar no almoço o famoso Chivitto (Cabrito) assado, prato típico da cidade.
JORGE BARRACO - JA EXPOS EM PARIS, JAPAO E ARABIA SAUDITA.

Cafayate valeu muito a pena, povo muito hospitaleiro e educado, boa infra estrutura para receber turistas do mundo inteiro e paisagens lindíssimas para serem visitadas.
ACESSO AO HOTEL PATIOS DE CAFAYATE
Próximo destino será a cidade de La Rioja, na província de Rioja, onde iremos andar bom trecho na lendária Ruta Nacional 40, a mais longa estrada da Argentina e que ainda guarda uma boa parte em piso de rípio.
E andar na RN 40 era um sonho de todos nós, embora tenhamos mantido segredo até o final para não assustar as nossas esposas.
Após buscarmos informações do estado da Ruta 40 de varias fontes (desde motorista de taxi até de carro forte), onde cada um deu uma informação diferente.
Na média, o melhor que conseguimos concluir foi que o trecho em rípio seria de 40 km, o que nos dava um arrepio pois nossas motos são estradeiras e não servem para piso não pavimentado.
E de quebra, ao caminharmos para o hotel, após 9 meses sem chuva, eis que.... começa a chover forte, e nos informam que a chuva acontece em toda região !!
É mole???
Seca total, e resolve chover justamente na véspera de partirmos para a RN40??!!!
E todos sabem o que acontece quando chove no deserto, onde o solo de tão seco, não deixa a agua penetrar, gerando verdadeiros rios de lama que avançam para as regiões mais baixas, justamente onde as estradas passam, e inclusive a RN 40!!!!
Bem isto saberemos amanhã, já que Rípio com chuva, deserto e motos para estrada se tornariam um enorme desafio.
Mas em toda viagem tem de ter um pouco de emoção e desafios que acabam virando deliciosas  histórias para contar. E todo viajante tem de ter histórias para contar não é verdade?
Vamos ver como será este trecho, que promete muita emoção antes mesmo de partirmos amanhã cedo.

E Cafayate?
Pois fiquem sabendo que já estamos com saudades !!!

S.Pires
Cafayate - Provincia de Salta
Março de 2017

Comentários