VIAGEM DE MOTO A ROTA ROMÂNTICA

OS ENCANTOS DA SERRA GAUCHA


Já havíamos ouvido falar deste roteiro aqui no Rio Grande do Sul e planejamos o passeio para conhecer melhor o trajeto, que fica encravada na serra gaúcha entre Porto Alegre e Gramado.
O Roteiro está repleto de flores durante todo o ano, tendo nas árvores a pata-de-vaca, ipês amarelos e roxos, corticeiras, flores do crisântemo, amor-perfeito, cravos, salvias, boca-de-leão, lírios, azaléias, hortênsias, begônias, gerânios e tantas outras, um colorido inesquecível.
No inicio do Outono, a coloração das árvores mudam de tom a cada hora, o que propicia imagens espetaculares.

"O  Projeto Rota Romântica teve seu início no final do ano de 1994 quando houveram os primeiros encontros entre representantes de alguns municípios que futuramente seriam integrantes do projeto. Inspirado e concebido a partir de um roteiro homônimo localizado na Alemanha, o Projeto Rota Romântica é formado por alguns municípios localizados na região e inicia-se em São Leopoldo, Novo Hamburgo, Estância Velha, Ivoti, Dois Irmãos, Morro Reuter, Santa Maria do Herval, Presidente Lucena, Linha Nova, Picada Café, Nova Petrópolis, Gramado, Canela e São Francisco de Paula."


Planejamos 4 dias de viagem partindo de Blumenau onde saímos numa 5a. feira ao meio dia, com 605 km pela frente e destino a Novo Hamburgo, onde chegamos no final do dia com tempo para conhecer um pouco da cidade que é a capital nacional do calçado feminino.

Saímos cedo no dia seguinte, céu azul e temperatura ideal para percorrer a rota de moto, o que fizemos devagar para ir conhecendo todos os pontos. Há varias placas de sinalização marcando o percurso, além de pontos de paradas com lindas vistas para o vale, marcante naquela região.
E fomos seguindo a rota, que é toda arborizada e as suas margens vão surgindo vilarejos e cidadezinhas escondidas que valem a pena serem visitadas.



O percurso é curto, o que permite que a viagem não tenha pressa, e os pontos de parada podem ser feitos sem pressa.
































Ao longo do percurso, vilarejos vão surgindo.
Na bagagem dos imigrantes alemães vieram os ramos de plátano, que, além dos usos agrícolas e sombreamento de caminhos, são um espetáculo a parte nas quatro estações do ano. O plátano é a árvore símbolo da Rota Romântica e sua folha, transformada em selo-logomarca identificam o potencial turístico da região.

Terminamos em Gramado no final da tarde e na memória, lindas paisagens, curvas e cheiros que somente de moto é possível perceber e curtir.



Rota Romântica é para ser feita a dois, ideal para o casal curtir a estrada, as paradas e os cantinhos espalhados pelo caminho....


S.Pires
Gramado RS - 2016


Comentários