REENCONTRANDO AMIGOS EM CURITIBA

Almoço no Restaurante Madalosso - Curitiba PR













Santa Felicidade,  é um bairro localizado em Curitiba-PR, e  concentra um grande número de restaurantes, não poderia expressar melhor o sentimento de todos neste ultimo sábado quando do reencontro com nossos amigos de S.Paulo, para um almoço, um papo e um charuto.

Só mesmo o motociclismo é capaz de promover um encontro assim, onde os amigos de Sorocaba-SP percorreram 746 km ida e volta pela BR 116, e nós, de Blumenau-SC percorremos outros 500 km ida e volta pela BR-101 para nos juntarmos a outros amigos de Curitiba para um animado almoço no famoso Madalosso, restaurante italiano, especializado em massas e coisas do tipo.

Mesa farta, comida maravilhosa e nem deu tempo direito de colocar a proza em dia e já era hora de meia-volta vou-ver a todos, para que pudéssemos ainda aproveitar o jantar em casa, o que foi cumprido por ambos os grupos.

Nós em Blumenau, ainda pudemos aproveitar um jantar regado a frutos do mar e vinho branco e o pessoal de Sorocaba, também chegou a tempo de tomar um belo chopp gelado em casa.
Aprende-se muito em qualquer viagem de moto e nesta viagem, não poderia ter sido diferente.
Primeiro, em qualquer viagem que se pretenda fazer, por menor que seja, é necessário um mínimo de planejamento e um check-up geral no equipamento de proteção individual que se está levando, a fim de minimizar os imprevistos que teimam em aparecer, mesmo que se pretenda percorrer curtos percursos, como o foi este que realizamos. Nem estamos falando no check-up da moto, pois este é básico para qualquer saída.

Na volta para Blumenau, pegamos um verdadeiro pé d´água logo depois de descermos a serra do mar, mas com as roupas que evitam a passagem de água, a proteção é quase total e o desconforto pode ser minimizado, já quem não estava preparado, sofreu um pouco mais e isto em viagens mais longa, pode se tornar um tormento.

Também aprendemos que cada um de nós tem um limite, e é importantíssimo que o motociclista saiba qual é o SEU limite e JAMAIS tentar se guiar pelo limite dos outros.
Chuva forte, pista molhada ou alagada, você tem de conhecer o seu limite, conhecer os sinais que a sua moto emite, e em um grupo, sempre vai haver motociclistas mais experientes do que você, pessoas que tem muito mais quilômetros rodados do que você.

Estes, mais experientes, continuam pilotando nestes casos extremos com a mesma segurança do que pista seca, pois como disse, já rodaram mais do que você.
No entanto, se este não é o seu caso, não tente achar que se ele vai, você obrigatoriamente tem de ir também.

Deixar que os mais experientes sigam em frente ás vezes é o melhor que se tem a fazer.
Parar, esperar a tormenta passar e depois seguir em frente com segurança pode ser uma decisão sábia e não é feio para ninguém chegar depois, o importante é chegar bem.

Valeu pessoal pelo belo sábado e pelos momentos que passamos juntos, valeu pelo almoço e pela companhia.

S.Pires
Blumenau - SC

Comentários